Início » , , , , » Professora desenvolve método pedagógico em Pirajuí

Professora desenvolve método pedagógico em Pirajuí

Pirajui por Obirosca Pirajuí em 9 de agosto de 2014 | 00:44:00

As crianças que estudam na sala da professora Lucimara, no maternal I, na Cemei Primeiros Passos em Pirajuí, estão aprendendo brincando.

Os brinquedos que auxiliam na educação foram introduzidos no processo de aprendizagem pela professora Lucimara Aparecida Santos Nelli, que construiu os brinquedos com materiais que seriam descartados, recicláveis e doações.

O projeto merece destaque, principalmente pela criatividade da educadora, que após criteriosa pesquisa em cima do referencial nacional curricular de Educação Infantil, desenvolveu o processo ensino-aprendizagem e construiu os brinquedos pedagógicos, que são utilizados em sala de aula como fontes de conhecimento.

A cada nova atividade, nos jogos ou numa simples brincadeira, as crianças aprendem, cores, formas, texturas e muito mais, assimilando experiências de informações, incorporando valores. O brinquedo e o brincar proporcionaram uma atmosfera de motivação que possibilita que os alunos participem ativamente do processo de aprendizagem.

Para Lucimara, “o brinquedo e o brincar são de extrema importância, na vida de uma criança, em especial do berçário aos 6 anos. Através do brinquedo e do jogo, a criança reproduz o meio em que vive e através de atividades lúdicas podem atingir determinados fins” explica.

Vários brinquedos foram pesquisados, seus objetos e regras e o aspecto da sustentabilidade foi colocado em ação. A professora observou um brinquedo feito industrialmente, e fez uma transposição para a construção do mesmo brinquedo usando materiais que seriam jogados na natureza e que levariam anos para se decompor.

Esse foi um dos motivos que a levou a optar pela fabricação, transformando o lixo em matéria-prima que foi transformada em fonte de saber, outro motivo foi o alto custo dos brinquedos pedagógicos disponíveis no mercado.

Vários materiais foram utilizados, principalmente restos de madeira e plásticos retirados do lixo doméstico e outros materiais recicláveis que deram vida aos brinquedos pedagógicos. Até gavetas que foram encontradas jogadas sobre calçadas foram matéria-prima para palcos de teatro para fantoches e parte de um móvel de sala, se transformou em casinhas de bonecas.

A montanha russa, um caro brinquedo industrializado, ganhou uma versão com material reciclado que custou menos de R$ 7. E não parou por aí, tampas de garrafa viraram ábacos (calculadora chinesa); toquinhos de madeiras transformaram-se em cidades, mobília de casinhas, balanças, alfabetos, brinquedos de encaixe; potes plásticos transforma-se em panelinhas, secador de cabelo, chapinhas, carrinhos, jogos de classificação, quantificação e seriação.

“Todo professor tem a incumbência de procurar estimular áreas de conhecimento na criança como a matemática (raciocínio lógico), a escrita, a linguagem oral, o social, o meio físico, o movimento corporal. Sendo assim, os brinquedos pedagógicos, buscam atingir esses objetivos, tendo sempre a visão da importância da atividade lúdica no desenvolvimento da educação infantil”.

A criança brincando aprende muito mais do que ficar fazendo movimentos repetitivos de vai e vem no caderno. Brincando ela descobre o mundo” justificou a prefessora Lucimara.

“A Lucimara esta de parabéns pelo trabalho que vem desempenhando na escola com as crianças do maternal, ela tem nosso apoio”, declarou Fabiana Maria Corsi, diretora da Cemei Primeiros Passos.

0 comentários:

Postar um comentário